TODA CRIANÇA GOSTA DE BRINCAR E DE LER.

SEJA BEM-VINDO AO SITE DE LEITURA DA TURMA DO GUARANÁ. AQUI VOCÊ ENCONTRA HISTÓRIAS EM QUADRINHOS, CONTOS, DESENHOS E MUITA DIVERSÃO!

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O GRANDE CIRCO EM LINDÓPOLIS

Bom dia!


Lindópolis é mesmo uma cidade incrível!
De um lado da cidade, banhada pelo oceano, mora a Turma do Guaraná, depois vem a Floresta Secreta, e após longa travessia seguindo pelas trilhas, chega-se ao outro lado da cidade, onde vivem seres fantásticos, como Nininho, Randrik, e tantos outros, que em breve serão apresentados aqui no blog.



A historinha de hoje se passa no outro lado da cidade, que está anciosa para a estréia do

GRANDE CIRCO EM LINDÓPOLIS

       Randrik e Nininho estavam preocupados em como chamariam a atenção do povo para a estréia do Grande Circo. Precisariam fazer uma demonstração pelas ruas de Lindópolis para garantir o circo cheio no dia da estréia.
       - Devemos fazer uma chamada impactante! – exclamou Randrik, o dono do circo.
       Assim Randrik e Nininho desfilaram pelas ruas anunciando para as pessoas a estréia do circo.
       Pelas ruas desfilaram, mostrando seus talentos: a malabarista, o domador de leões, palhaços fazendo graça, e muitos outros artistas. Mais atrás, vinha o treinador de elefantes, confortavelmente montado sobre Jade, a elefanta equilibrista. Todo pomposo, segurando no rabinho de Jade, vinha outro elefante, Hildeu. Além, claro, de Nininho, o coelho mágico, que estava na frente, junto com Randrik no calhambeque, puxando todo o elenco do circo.
       Randrik anunciava a estréia, gritando num megafone, enquanto Nininho, no banco de trás, exibia suas mágicas.
       - Senhoras e senhores! Vou tirar um coelho desta cartola! Não, não... Vou tirar uma dúzia de coelhos desta cartola! – gritou Nininho para a multidão, que surpresa, fez assim:
       - ÓÓÓHHH!
       Então, as crianças de Nininho, que moravam dentro da cartola, ouviram sobre a exibição do pai, e preparam uma traquinagem para ele. As crianças pegaram o ratinho de estimação e colocaram bem perto da boca da cartola. Quando Nininho enfiou a mão para segurar na mão de uma criança para puxar, em vez disso, segurou o rato.
       Quando Nininho tirou a mão da cartola, veio o rato junto. Ele levou um susto tão grande, que quis jogar o rato para longe, mas ele segurou firme na mão de Nininho. Então Nininho sacudiu mais e mais, até que o rato foi arremessado para o alto, indo cair na tromba da elefanta Jade.



       Quando ela viu aquele roedor agarrado nela, arregalou os olhos, bramiu muito alto, e sacudiu a tromba desesperadamente. Depois de ter se livrado do rato, a elefanta correu em disparada. O elefante Hildeu foi atrás dela. O pobrezinho do rato caiu no chão, e correu pra se esconder no jardim.
       O desfile se transformou num estouro de elefantes, que corriam assustados pelas ruas.
Randrik acelerou o calhambeque, fazendo a curva na esquina. Teve a idéia de dar a volta pelo quarteirão, certo de que encontraria os elefantes de frente, na rua lá longe.
       Nininho ficou enfurecido com as crianças, então gritou para dentro da cartola:
       - Crianças, vocês estragaram a mágica! Vão ficar uma semana sem vídeogueime!
       - AAAHHH! – as crianças gritaram, choramingando.
       Dirigindo rápido, Randrik conseguiu chegar à rua onde os elefantes vinham em disparada. Então, Randrik acenou, ordenando que os elefantes parassem.
       - Como pretende parar estes monstros? Estão vindo muito rápido! – gritou Nininho.
       - Tenho isto em minhas mãos! – respondeu Randrik.
       - Amendoins? Não é hora de comer! – gritou Nininho.
       - Ora, são para eles! Comprei três pacotinhos de amendoins por um real, no camelô. Se os ratos fazem os elefantes correrem, os amendoins os fazem parar.
       Dito e feito. Assim que os elefantes viram os amendoins, pararam para comer.
       Então Nininho perguntou:
       - Não queria uma chamada impactante?
       - É... Foi. De verdade. Ninguém mais esquecerá o nosso circo – declarou Randrik.
       Depois disso, de noite, aconteceu o espetáculo, e as pessoas se divertiram muito com as atrações do Grande Circo de Lindópolis.

FIM

Bramido – Som que o elefante emite.

Por hoje é só, amiguinho.
Tenha um bom fim de semana.
Até domingo.

Paulo Alves

2 comentários:

Náthaly Blaudit disse...

Oi Paulo Alves!!
Adoro a turma do guaraná.
Desde o início acompanho as historinhas e gosto de todos os personagens mais a que mais gosto é da Paulinha. Eu quero uma sandália igual a dela, com coração.

Bjoss!!!

Paulo Alves disse...

Olá, Náthaly!

A sandália de Paulinha é mesmo muito linda.
Continue acompanhando o blog.

Beijo!