TODA CRIANÇA GOSTA DE BRINCAR E DE LER.

SEJA BEM-VINDO AO PROJETO DE LEITURA DA TURMA DO GUARANÁ. AQUI VOCÊ ENCONTRA HISTÓRIAS EM QUADRINHOS, CONTOS, DESENHOS E MUITA DIVERSÃO!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

TURMA DO GUARANÁ E AS DICAS DE VERÃO




Olá, amiguinho.

É muito bom ter sua presença aqui mais uma vez.

O verão é uma estação muito quente 

e requer alguns cuidados com as crianças.

E a Turma do Guaraná tem algumas dicas importantes.



PARA VER A MAIS RECENTE POSTAGEM CLIQUE EM "INÍCIO".

AO LADO TEM A CAIXA "ARQUIVO DO BLOG", QUE ESTÁ RECHEADO DE HISTÓRIAS E 

DESENHOS MAIS ANTIGOS. NÃO DEIXE DE VER!


Em breve, novas histórias com a Turma do Guaraná.
Abraços

cartunista

TURMA DO GUARANÁ É MARCA REGISTRADA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
EDITORAS PODEM CONTACTAR PELO EMAIL turmadoguarana@hotmail.com



terça-feira, 22 de dezembro de 2015

TURMA DO GUARANÁ E AS RENAS FUJONAS

Olá, amiguinhos!
Estamos novamente no fim do ano, e quantas coisas não aconteceram, boas e ruins, mas cá estamos nós, firmes e fortes para iniciarmos tudo de novo no ano que se aproxima.
Muita esperança de uma vida melhor, cheia de paz e amor, é o que nos mostra as festas de fim de ano, e para celebrar tudo isso, apresento o conto de Natal da Turma do Guaraná.




       Pirrixa tinha um sonho: andar a cavalo, mas não sabia como tornar este sonho  realidade, até que um dia sua avó, que morava em Cochicho Chocho, uma cidadezinha longe de Lindópolis, o presenteou com um... Bem, não foi com um cavalo, mas com uma mula, a quem Pirrixa chamou de Doroteia.
      Doroteia era uma mula muito forte e valente. Pirrixa andava o tempo todo montado nela, e sempre a emprestava para o seu inseparável amigo Guaraná.
      Num belo dia, os dois passeavam pela praça com Doroteia. Ora Pirrixa montado, ora Guaraná montado, e assim, os dois meninos se divertiam. De repente, ficaram surpresos ao encontrar um velhinho sentado no banco da praça, e foram até lá para saber o porquê de tanta tristeza. Qual não foi a surpresa quando o pobre velhinho lhes disse, com um sorriso sem graça:
       – Ho, ho, ho, crianças!
       – Esse jeito de sorrir e falar, eu já conheço – disse o Pirrixa.
       – É o Papai Noel! – Completou o Guaraná.
       – Isso mesmo, meninos – respondeu o bom velhinho presenteador.
       – Que surpresa, Papai Noel! – O que faz aqui, tão longe de casa? – Perguntou o Pirrixa.
       – Ora, estou aqui porque meu duende, ajudante e trapalhão, deixou a porteira aberta, assim todas as renas mágicas voadoras fugiram. Então, saímos pelo mundo procurando-as, mas até agora, nada.
       Papai Noel estava preocupado, pois o dia da entrega dos presentes de Natal estava chegando, e quem iria puxar o trenó, senão as renas mágicas voadoras.
       Paulinha, Bolacha e Tampinha, surpresas com a presença do bom velhinho na praça, já se aproximaram. Elas saudaram Papai Noel e ficaram sabendo do ocorrido.



       Então, Pirrixa teve uma ideia brilhante: emprestar a sua mula para puxar o trenó com os presentes de Natal. Papai Noel agradeceu, mas que pena que a mula Doroteia não podia voar.
       – Ora, como não, pessoal? – Retrucou Bolacha – Ainda tenho comigo um pouco do pó mágico voador da nossa última aventura.
       O pó mágico voador... Um pouquinho dele e Doroteia poderia voar centenas de quilômetros mundo afora. Mas, seria peso demais para apenas uma mula puxar e a pobrezinha ficaria muito cansada, pensou Papai Noel.
       Guaraná lembrou que conhecia algumas pessoas que tinham cavalos, éguas, mulas e outros bichos do gênero. Assim, ele e os amigos saíram pela cidade, e não demorou muito, trouxeram reforço para ajudar Doroteia nesta difícil tarefa: a eguinha Pocotó; Zezé, o pangaré e o irmão gêmeo do Corcel Negro, Pirraça, o mais forte cavalo de raça.
       Agora Papai Noel ficou muito feliz, pois estava certo de que, com tantos animais fortes, a entrega dos presentes estaria garantida.
       Papai Noel combinou com as crianças que logo que o Natal passasse, ele traria os animais de volta.
       Bolacha jogou um pouco de pó mágico voador sobre os animais que, imediatamente, começaram a levitar, em seguida, começaram a trotar, a galopar, ganhar altura e velocidade. Assim, começou a viagem de volta à Lapônia, onde o Papai Noel mora, onde estão guardados os presentes das crianças do mundo inteiro.
       Pirrixa e Guaraná bem que ficaram com um pouquinho de lágrima no canto dos olhos com saudades de Doroteia, mas, mesmo assim, estavam felizes, porque a magia do Natal estava completa.
       – Ho, ho, ho! – Gritou Papai Noel para as crianças – Feliz Natal pra todos!


. . .

      Uma semana depois, Papai Noel retornou à praça de Lindópolis sendo puxado por oito animais: os equinos e as renas fujonas. Ele explicou às crianças que, depois do Natal, elas apareceram com a cara mais lavada, dizendo que foram dar uma voltinha e que se esqueceram do Natal. Veja só! Papai Noel lhes deu dois castigos: ficar uma semana sem passear pelos campos e nada de assistir televisão.

FIM

Desejo um Feliz Natal a todos os queridos leitores,
muita paz e amor em seus corações, hoje e sempre.


cartunista


quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

O Natal da Turma do Guaraná



Hoje, apresento mais uma história divertida 
com o indiozinho Guaraná e seus amigos.





       As crianças se reuniram para passar a noite de Natal na casa da Tampinha. A sala estava enfeitada com uma linda árvore de Natal reluzente e havia uma mesa comprida com muitas comidinhas gostosas.
       Seguindo a tradição do Natal, antes de deitarem, as crianças pegaram as meias para dependurar na lareira da casa, que por sinal, estava apagada, porque fazia um calorão tremendo em Lindópolis.
       Paulinha dependurou uma meia linda, feita de tricô e com vários corações.
       Bolacha abriu a mochila e tirou uma meia amarela com flores bordadas.
       Tampinha correu ao seu quarto e trouxe a meia mais comprida que tinha, porque queria que Papai Noel a enchesse com vários brinquedos.
       Pirrixa tirou do bolso da calça uma meia toda amarrotada, listrada de vermelho, verde e branco. Imagine qual era o seu time de futebol...
       Guaraná, por sua vez, esquecera de trazer uma meia de casa, e ficou triste.
       Então, Pirrixa, seu amigão, lhe disse:
       - Dependure na lareira a meia que está usando!
       - Que boa ideia! – disse o Guaraná tirando a meia.
       - Humm! Acho que não foi uma ideia muito boa! – disse Pirrixa.
       - Ué, por quê? – perguntou o Guaraná.
       - É que você está com um chulé... E essa meia tá uma catinga! – exclamou o Pirrixa tampando o nariz.
      - Cruzes! É mesmo! Ainda bem que as meninas já foram se deitar, senão iriam desmaiar! Hahahaha! – Guaraná deu uma gargalhada.
       - Tchau, também! – exclamou Pirrixa, já dando o fora!
       Pela manhã. As crianças levantaram e logo foram ver os presentes que Papai Noel deixou nas meias.
        Paulinha ganhou uma boneca, Tampinha um jogo de pega-varetas, Bolacha ganhou uma peteca de penas coloridas e Pirrixa ganhou um pião lindo!
       Guaraná teve uma surpresa.
       - O que é isso dentro da sua - Eca! – meia? – perguntou Pirrixa.
       - Não sei... Parece uma mamadeira... Eu não uso mais isso – respondeu o Guaraná.
       Então, ele enfiou a mão dentro da meia e tirou seu presente.
       - Não é mamadeira, nada! – disse Pirrixa, sorrindo.
       - Não é não... É um talco – disse o Guaraná.
       - Hahahaha! – gargalhou o Pirrixa.
    - Está escrito aqui “talco anti-séptico para chulé” – disse o indiozinho lendo a embalagem do talco.
       E todos riram do presente que Guaraná ganhou do Papai Noel.

FIM


Aguarde, que o conto de Natal já está quase pronto. Abraços

cartunista

Turma do Guaraná é um site de leitura livre. 
Não precisa se cadastrar para ler as historinhas.
Basta clicar nas imagens, que estão por toda parte, e em "HISTÓRIAS MAIS ANTIGAS",
 lá embaixo.


Todos os direitos reservados.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Guaraná, quer um cafezinho?

Olá, queridos leitores!
Desenhei mais uma divertida HQ para vocês.


página 1


página 2

Pobrezinho do Guaraná, só se mete em confusão...

Quer ler mais? Em todo o canto deste blog tem imagens com mais histórias. 
Clique para ler.

Um abraço a todos os amigos.
cartunista

Turma do Guaraná é marca registrada. Todos os direitos reservados.
Contacto: turmadoguarana@hotmail.com




sábado, 8 de agosto de 2015

A TURMA DO GUARANÁ E A POÇÃO MÁGICA

Olá, amiguinhos!
Hoje retorno com uma nova aventura.



       Nesta semana, as crianças fugiram de casa reclamando dos seus pais.
       Guaraná reclamava porque seu pai mandou fazer o dever de casa.
       Pirrixa reclamava porque seu pai mandou arrumar a cama.
       Paulinha reclamava porque seu pai mandou tomar banho.
       Bolacha reclamava porque seu pai mandou que ela comesse toda a comida.
       Tampinha reclamava porque seu pai mandou desligar a TV e deitar.
       Então, elas fugiram para a Floresta Secreta e de tanto andar, acabaram se perdendo no meio da mata.
       – E agora, o que vamos fazer? – perguntaram as crianças.
       Então, passava por ali uma velha bruxa que as encontrou e levou-as para sua casa. Era a Bruxa Goya, uma moradora antiga da Floresta Secreta e já conhecida das crianças.
       Goya perguntou por que elas estavam tão chateadas.
       – Por causa de nossos pais. Eles só querem que estudemos, façamos tarefas e deitemos cedo – disse Paulinha.
       – Bruxa Goya, a Senhora pode, com sua magia, criar para cada um de nós um pai perfeito? – perguntou Tampinha.
       – Claro que sim. Ainda é cedo e posso preparar uma poção mágica – respondeu a bruxa boazinha.
       Em seguida, mandou que as crianças saíssem pela floresta e catassem lenha para o fogão, sapos gosmentos, aranhas caolhas, lesmas lerdas e até o temido morcego vampiro. Cruzes! Também pediu que coletassem cogumelos comestíveis, flores das mais variadas cores e formas, água purinha da fonte e um pouquinho de mel. Pediu que tomassem cuidado com as abelhas.
       – Puxa! Ela nos mandou fazer um montão de obrigações, tais quais os nossos pais – observou o Pirrixa.
       – É verdade, e já estou cansado – disse o Guaraná.
       Voltando à casa da bruxa, as crianças lhe entregaram tudo o que coletaram, e ela acendeu o fogo. Depois, colocou uma panela de ferro enorme sobre o fogão e acrescentou todos os ingredientes. Quando o caldeirão estava fervendo, pegou no armário um pote que continha um pó mágico.
       – O que tem neste pote? – perguntou a Tampinha, e a Bruxa Goya respondeu:
       – Tem tudo de um pai bom: gotas de amor cristalizado, pelos de nariz e um bocado de suor do rosto em pó.
       – Caramba! Que “mistureba”! – gritou o Guaraná.
       Após a poção mágica ter fervido e todos os ingredientes estarem perfeitamente misturados, Goya disse que estava no ponto.
       – Agora, pessoal, eu quero que façam o pedido.
       Em coro, as crianças gritaram:
       – Queremos o pai perfeito!


       Então, saiu do caldeirão uma fumaça cinza que subiu até o teto da casa, e de repente ouviu-se uma explosão: “CABRUM!”. E assim, aconteceu a magia.
       – Que é isso, Bruxa Goya? São os nossos pais que estão aqui – disse a Bolacha.
       – Cara, são os nossos pais que são perfeitos! – já reconheceu o Pirrixa.
     – Esta é a prova verdadeira de que seus pais são os melhores. A poção mágica não engana – lembrou a velha bruxa.
       Então os pais das crianças perguntaram:
       – Meninos, o que estão fazendo aqui?
       – Quem é esta Senhora?
       – Vamos já para casa que já está ficando tarde.
       As crianças olharam surpresos para a Bruxa Goya.
       – Vão com seus pais ou querem ficar aqui, perdidos na floresta, para sempre?
       Então, as crianças abraçaram e beijaram os seus pais, reconhecendo que eles, verdadeiramente, eram os melhores pais do mundo.
       É... Não existe pai perfeito. Existem apenas pais cuidadosos, protetores e carinhosos, como os nossos pais. 

FIM

Parabéns aos pais neste dia tão especial. 

Obrigado a você que prestigia nosso site, visitando diariamente
para ler as historinhas e compartilhando nas redes.

Tenham um excelente fim de semana!

Cartunista

Turma do Guaraná é um site livre. 
Professores, as imagens, os quadrinhos e os contos podem ser usados em sala de aula.


Todos os direitos reservados. Editores, contactem pelo email: turmadoguarana@hotmail.com




segunda-feira, 20 de julho de 2015

TAMPINHA E GUARANÁ EM: O POÇO DOS DESEJOS

Olá, queridos leitores.
Finamente, após algum tempo, consegui preparar uma HQ novinha para vocês curtirem.





Não vou prometer, 
mas quero desenhar
 uma nova história para semana que vem.
Se tudo der certo...

Continue acompanhando as histórias da Turma do Guaraná.
Todas as imagens aos lados levam às histórias, basta clicar.

<<---------- À esquerda tem o nome dos seguidores do site.
Cadastre-se. Participe. Compartilhe este projeto cultural.

Desejo a todos uma excelente semana.

Abraços.

Editoras, mandem email para turmadoguarana@hotmail.com